BrasilEconomiaPaísesSustentabilidade

E se a folha onde está a escrever e que proveio de uma planta, se voltasse a tornar uma planta?

(Imagem: Reprodução Papel Semente)

 

Com toda a certeza que um dia no seu escritório ou em casa já ouviu a frase “não use esse papel e poupe uma árvore”. É bastante comum e até algumas empresas e instituições estaduais já têm impresso em documentos “poupe papel salve a natureza”, ou algo semelhante.

Para quem utiliza papel convencional, esses avisos são para levar muito a sério. Para quem já conhece a Papel Semente, nem por isso, antes pelo contrário.

A Papel Semente é uma empresa ecosocial brasileira que produz papel artesanal e ecológico, através de doações de aparas recolhidas em escolas, bancos e organismos públicos, transformadas em massa de celulose que recebe sementes de flores no seu processo de fabrico, fazendo com que seja possível plantá-las depois de utilizadas, ou seja, depois de escrever, em vez de enviar a sua folha para o lixo ou para a reciclagem, pode simplesmente voltar a plantá-la, e vê-la tornar-se numa bela planta.

De momento as sementes disponíveis são agrião, rúcula, mosquitinho branco, cravinho francês, salsicha, angico vermelho, manjericão e papoula.

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.