Cabo VerdeCultura

Elida Almeida nomeada para o Prémio Descoberta RFI 2015

A cantora cabo-verdiana Elida Almeida está entre os nomeados ao “Prix Decouverte RFI 2015” (Prémio Descoberta RFI) com as músicas Nta konsigui e Lebam ku bo, do seu primeiro álbum “Ora doci, ora margos” lançado dezembro de 2014.

A premiação anual tem o propósito de descobrir novos talentos musicais da África. Elida Almeida está nomeada junto com mais 13 artistas africanos: Asden e Liz (Congo), Banlieuzart (Guiné), Darline Desca (Haiti), Dioba (Mauritânia), Elinam (Togo), Joey le Soldat e Kantala (Burquina Faso), Mao Sidibé (Senegal), Mélodji (Chade), Mija (Madagáscar), Sanzy Viani (Camarões) e Woodsound (Benin).

O vencedor ganha 10 mil euros, viagem para África e França para promoção do trabalho.

A votação estará aberta ao publico até 30 de outubro no site oficial do evento e o júri reunir-se-á a 17 de novembro para anunciar o vencedor do Prémio Descoberta RFI 2015.

Elida Almeida foi um dos destaques da quarta edição do Festival Conexão Lusófona, realizado em setembro, no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, onde foi recebida com efusão pelo público. Com a viola ao peito, presenteou o público com uma atuação impecável.

– Sobretudo para mim, que estou a começar agora, ser escolhida no meio de tantos artistas tão importantes de Cabo Verde para representar o país no Festival é um grande reconhecimento – explicou a nova voz cabo-verdiana, que deixou o palco ao som de pedidos de bis e gritos de “vim aqui só p’ra te ver” da plateia.

 

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.