BrasilCulturaMoçambique

Escritor Mia Couto é matéria de estudo no Brasil

Não é de hoje que as artes moçambicanas servem objectos de estudo no estrangeiro. Desta vez, uma defesa de dissertação intitulada “Intersecções dialógicas entre A confissão da leoa, de Mia Couto, e a série fotográfica “Muthianas e capulanas de Moçambique”, de Albino Moisés: Focalização e Enquadramento do Feminino”, da autoria de Joseana Stringini da Rosa, jornalista e professora de fotografia brasileira foi apresentada nos finais de 2017, na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) do estado de Rio Grande do Sul no Brasil.

 

 

A série de fotografias foi exposta por Albino Moisés em 2015, na cidade de Belo Horizonte, no Brasil. A mesma faz um interface com a narrativa do romance “A confissão da leoa”, de Mia Couto, tendo dado lugar à dissertação de mestrado em Letras, enquadrado no Programa de Pós-Graduação em Letras naquela universidade brasileira.

 

 

Joseana Stringini da Rosa autora da dissertação, desenvolveu um trabalho de pesquisa que envolve a representação da mulher retratada na literatura e na fotografia moçambicana. Ou seja, Mia Couto e Albino Moisés convergem num tema comum: a mulher. Ambos apresentam como pano de fundo o universo feminino.

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.