Sustentabilidade

Fantasias sustentáveis para se destacar no carnaval de 2019

Todos os anos, são produzidas toneladas de lixo no carnaval. Depois da folia as ruas ficam repletas de restos de fantasias, plásticos de utilização única (copos, garrafas, etc.), latas ou papel. Faça a sua parte e considere a possibilidade de usar fantasias sustentáveis e adereços ecológicos. Além de ajudar o ambiente, são lindas e ainda poupam dinheiro.

 

Fantasias sustentáveis para as crianças

Se tem filhos ou crianças por perto que pretendem pular o carnaval vestidos a rigor, porque não confecionar as suas fantasias? Além de reciclar a “tralha” que guarda em casa, poderá passar um tempo de qualidade e super divertido com os seus pequenos — e não precisa de ser um/a grande costureira ou alfaiate, necessita apenas de alguma paciência e criatividade.

 

Fantasia de explorador

 

Para bom explorador, uns binóculos de cartão (ou papelão) e um colete de papel reciclado bastam.

 

Binóculos: precisa apenas de dois rolos de papel higiénico (mas sem o papel), uma rolha de vinho e alguns centímetros de cordão. Depois de reunir o material necessário, basta unir os rolos de cartão, colando-os com cola à rolha de cortiça. Para que estes fiquem pendurados, à volta do pescoço da criança, é só colocar o cordão.

 

Colete: precisa de alguns centímetros de papel reciclado (depende do tamanho da criança) e de alguns botões que tenha perdidos lá por casa. De seguida, recorte o papel em formato de colete e, se quiser arriscar, faça uns bolsos na parte da frente, utilizando o mesmo material. No final, basta colar os botões e já está.

 

Assim que os dois acessórios ecológicos estiverem prontos, uma roupa simples por baixo será suficiente. Se eventualmente quiser dar um toque de realidade à fantasia, adicione um animal de peluche (ou de pelúcia), pode ser uma girafa, um elefante ou um hipopótamo, à mesma.

 

Fantasia sustentável de explorador — Imagem: Corujices
Fantasia de mergulhador

 

Para esta fantasia sustentável precisa apenas de peças de verão: óculos de natação, roupa de banho e uma camisola (ou camiseta) de lycra.

 

Tanque de oxigénio: Necessita de duas garrafas de plástico, fita adesiva colorida, atacadores (ou cadarços) de sapatos pretos e cola quente. Reunidos os materiais, cole as duas garrafas — uma na outra — e pinte-as de preto; cole os dois atacadores (ou cordel) — um em cada garrafa, tentando que se assemelhe a uma espécie de mochila.

 

Tubo de mergulho: basta um cano preto para conseguir aproximar-se do formato original de um tubo de respiração. Além disso, necessita de umas molas, uma chupeta e cola quente. Para dar-lhe a real utilidade, precisa de cobrir uma das extremidades do tubo com fita adesiva colorida; a outra será preenchida com a chupeta. Finalizada a confeção, é só deixar secar e prender o tubo à camisola de lycra.

 

Fantasia sustentável de mergulhador (tubo de respiração e tanque de oxigénio) — Imagem: Como fazer tudo em Artesanato 
Fantasia de abelha

Crianças e fantasias de animais: a combinação perfeita, não concorda? Para confecionar esta fantasia, precisa de procurar, lá no guarda-roupa, peças de vestuário pretas. Pode ser um vestido básico ou roupa de banho (preferencialmente, aqueles que se usam na natação, tipo maiô). Caso não encontre nenhuma destas peças, pode apostar numa camisola(T-shirt) de algodão escura e uns calções curtos pretos. Além disso, procure, na gaveta das meias, por uns colãs opacos que sejam suficientemente confortáveis.

 

Riscas amarelas: para recriar o corpo de uma abelha, basta pintar algumas riscas amarelas na t-shirt — ou na outra peça de vestuário preta que elegeu. Deverá começar a fazer as riscas desde as axilas de forma organizada. Caso tenha tempo e preferir um resultado mais profissional, pinte as riscas com tinta para a roupa — a cor ficará mais uniforme. Depois da camisola e usando o mesmo processo, é só pintar os colãs.

 

Antenas: arranje uma bandolete (ou uma espécie de tiara) preta ou amarela. Depois, faça duas bolas de papel reciclado e molde-as com cola branca. Caso pretenda uma coisa mais uniforme, arranje duas bolas de plástico de algum jogo para crianças ou reutilize dos enfeites natalícios (de dimensões pequenas). Além disso, precisa de arame, de marcador amarelo, de um lápis e de fitas de tecido amarelas e pretas (opcional). Reúna todos os materiais e comece por pintar as bolas de amarelo. De seguida, enrole o fio de arame no lápis e, no topo, cole uma das bolas que pintou: isto será uma das antenas. Repita o processo com aquela que será a segunda antena. Depois, basta colar as duas antenas na bandolete que escolheu.

 

Antenas de abelha sustentáveis — Imagem: ChiquiParty 

Asas: para fazer as asas da fantasia, necessita de dois cabides de arame, colãs pretos, dois alfinetes e tiras de elástico pretas. Comece por pegar num dos cabides e puxe a parte de baixo do triângulo: esta será uma das asas. Repita o processo com o segundo cabide e, depois, junte-os um no outro — para que os ganchos dos mesmos fiquem lado a lado. De seguida, prenda-os enquanto os torce. Feita esta parte, precisa apenas de pegar nos colãs pretos e “vestir” os cabides.

 

Para fazer as alças das asas da fantasia, pegue nas tiras de elástico e meça-as, obtendo o comprimento ideal. Corte duas tiras de elástico da mesma medida e prenda-as no meio das asas (na parte onde os ganchos estão torcidos) com os alfinetes.

 

Fantasia de abelha sustentável — Imagem: Taylor Made Creates 

Fantasias sustentáveis para os adultos

Sushi

Não há nada mais sustentável do que a criatividade que te permite aproveitar as coisas que já tem em casa para fazer “looks” super divertidos. Para ir de “Sushi” por exemplo basta pegar aquele cinto largo de tecido elástico do seu guarda-roupa ou de uma amiga, e colocar um peixe de pelúcia nas costas. Guarde um hashi da próxima vez que for a um restaurante japonês e pronto! Depois basta usar uma base branca por baixo, caprichar na maquiagem e aproveitar!

 

 

 

Máscaras venezianas de cartão reciclado

 

Materiais: antes de avançar para os materiais, escolha um modelo de uma máscara veneziana que goste. Depois, imprima esse mesmo modelo numa folha de papel e cole num cartão reciclado — ou arrisque desenhar o seu próprio molde. Além disso, se for uma pessoa criativa, pode fazer ou acrescentar alguns desenhos no seu primeiro esboço (corações, círculos, estrelas, formas geométricas, etc.). De seguida, recorte com cuidado o esboço da sua máscara, deixando uma abertura generosa no espaço guardado para os olhos.

 

Separe tesouras, marcadores coloridos, pedaços de tecido (reutilize alguns que tenha guardados), um palito de churrasco, folhas secas e pigmento em pó colorido.

 

Enfeites: assim que tiver recortado a máscara, avance para as primeiras pinturas e preencha-a com camadas de tinta generosas. Assim que a tinta tiver secado, vá adornando com pedaços de folhas secas e com pigmento de pó colorido. Se pretender que a textura da mesma seja realçada, pincele os enfeites com uma tinta ecológica metálica ou aveludada. De seguida, precisa apenas de moldar o pau de madeira que recolheu e colá-lo na parte de trás da sua máscara. A posição do mesmo não é importante: algumas máscaras têm o cabo no meio, outras nos cantos e há algumas que não possuem. Deixe secar e divirta-se!

 

 

Máscaras venezianas sustentáveis — Imagem: Etsy 
Fantasia de jornal reciclado

 

Materiais: vários jornais “velhos”, fita adesiva, uma caneta, uma fita métrica e cordão. Abra todos os jornais e vá espalhando-os numa superfície plana. De seguida, vá colocando-os lado a lado e cole-os com a fita adesiva, sobrepondo-os paulatinamente. O primeiro passo será dado em direção a uma saia rodada de jornal reciclado. E atenção: prenda bem as folhas, colando tanto a parte da frente, como a de trás.

 

Depois, vá embrulhando a saia em volta da sua cintura — e não se esqueça de tirar as medidas — e vá rodando as folhas de jornal à volta da mesma, amachucando-as ligeiramente. O jornal deverá parecer uma espécie de abajur. Desenhe uma linha no local onde as últimas duas folhas de jornal se sobrepõem e prenda-as. Repita o processo, mediante o comprimento da sua saia (deixamos-lhe decidir qual será: curta, média ou longa). Não se esqueça de adicionar várias camadas de jornal, para evitar que o vestido se rasgue.

 

Quanto à parte superior do vestido, pegue em duas folhas coladas e dê a volta ao seu tronco. O formato do decote fica ao seu critério. Depois de juntar várias camadas de jornal na parte superior do vestido, junte-a à parte inferior. E já está. O resultado deve assemelhar-se (mais coisa, menos coisa) a isto:

 

Vestido de jornal reciclado — Imagem: Pinterest 
Purpurinas ecológicas

 

Carnaval sem brilho não é carnaval, mas carnaval sem plástico continua a ser carnaval. Por isso, aposte nas purpurinas ecológicas e substitua as convencionais — que são, na verdade, microplásticos. O melhor de tudo? Pode fazê-las em casa e quase sem gastar dinheiro.

 

Purpurinas feitas à base de sal: precisa do elemento-chave — o sal branco — e um corante caseiro. Este pode ser de beterraba (roxo), framboesa (rosa), manga (amarelo), etc; é só bater e juntar água. Depois de ter o corante feito, precisa apenas de reduzir a água do mesmo, deixando-a evaporar em fogo brando. Deixe arrefecer e misture o corante com o sal. Assim que estiver seco, fixe as purpurinas no corpo com a ajuda de um gel natural.

 

Serpentinas ecológicas

 

Fazer confetes ou serpentinas nunca foi tão fácil. Precisa apenas de angariar umas folhas ou flores secas na natureza e de um perfurador de papel. O resultado é incrivelmente realista e é completamente biodegradável. Confira o vídeo, em baixo.

 

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.