CulturaEducaçãoMoçambique

Fotográfo moçambicano é o vencedor do prémio Novo Banco Photo 2016

Leya

 

Trata-se de Félix Mula, fotográfico moçambicano e vencedor da 11ª edição do Prémio Novo Banco Photo, em Lisboa. A obra do laureado aborda a identidade e a memória e o júri destacou “o talento que se revelou através da singularidade estética” do trabalho de Félix Mula, e “a consciência do desconhecido, que necessariamente, recai no seu trabalho futuro”.

 

Félix Mula reúne fotografias, texto, documentos e sementes que registam a história de uma família chinesa – ligada à sua própria família -, que viveu em Moçambique e que, depois da independência, se mudou para Portugal. Paralelamente, apresenta imagens de lugares que ficaram como testemunhos do passado de Moçambique, ruínas engolidas pela natureza, memórias de pessoas que ali vivem.

 

Nascido em Maputo, Félix Mula frequentou a Escola Nacional de Artes Visuais e o Centro de Documentação e Formação Fotográfica, em Maputo, antes de ingressar na Escola Superior de Artes da Ilha da Reunião. O artista plástico é também professor, desde 2012, no Instituto Superior de Artes e Cultura, na capital de Moçambique.

 

O Prémio Novo Banco Photo, de 40 mil eruos (44,4 mil dólares), é o galardão de valor mais elevado no campo das artes visuais em Portugal. É organizado pelo Museu Coleção Berardo, em parceria com o Novo Banco. O prémio mantém a filosofia da selecção de artistas de nacionalidade portuguesa e dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa.

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.