DesportoDestaquePortugal

Frederico Morais, o novo nome do surfe português

Se você ainda não o reconhece, guarde este rosto.

Apenas uma semana depois de ser coroado com o campeonato nacional, o surfista português Frederico Morais ganhou os holofotes do Moche Rip Curl Pro, a etapa portuguesa do campeonato mundial de surfe, onde participa como convidado com um wildcard.

Isso porque desde as primeiras baterias, na sexta-feira (23 de outubro), Kikas, como é conhecido, não parou de surpreender até mesmo os surfistas mais experientes e renomados. Que o diga Mick Fanning, nome favorito ao título mundial, que foi eliminado por Francisco na manhã deste domingo (25).

Não satisfeito em patrolar o primeiro colocado no ranking, Kikas voltou ao mar à tarde, para atropelar Joel Parkinson e Nat Young com um tubo que garantiu uma nota 9.13 e carimbar o passaporte para as quartas de final. Ou seja: Kikas já está no top 8 de Supertubos, uma façanha nunca antes alcançada por um surfista português.

Em apenas uma hora, os portugueses Frederico e Vasco Ribeiro (campeão do mundo de juniores) arruinaram todas as expectativas que Mick Fanning, atual líder do ranking, e Adriano de Souza, segundo na lista, tinham para a etapa portuguesa do WCT, gerando na imprensa portuguesa brincadeiras como “a maldição dos wildcards em Supertubos”…

Assista à entrevista de Kikas logo após garantir a vaga nas quartas de final em Supertubos:

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.