AngolaPortugalSão Tomé e PríncipeSaúde

Investigadora recebe financiamento para estudar e promover os recursos florestais em São Tomé e Príncipe e Angola

Maria do Céu Madureira, investigadora portuguesa confirmou em declarações à agência Lusa ter recebido uma bolsa da União Africana avaliada em um milhão de dólares para estudar plantas medicinais e promover a sustentabilidade dos recursos florestais em São Tomé e Príncipe e Angola.   

 

Um financiamento que vem dar fôlego a investigação que tem desenvolvido há anos principalmente em São Tomé e Príncipe, onde existe um imenso laboratório farmacêutico, onde é dado uma grande importância às plantas medicinais face aos medicamentos industrializados forjando assim o seu uso peculiar.  

 

Imagem: Reprodução Buala

 

A aquisição dessa bolsa por parte da investigadora, foi no intuito de  enveredar também por projetos que contribuíssem “para a manutenção do conhecimento tradicional e da sua transmissão oral para os mais novos” e evitassem “que os recursos fossem mal utilizados e de forma insustentável”.  

 

Imagem: Reprodução TEDxSãoTomé

 

Maria do Céu Madureira tem trabalhado diretamente com os terapeutas e curandeiros tradicionais, e esteve no TEDxSãoTomé falando sobre um trabalho que remota desde 1993, demonstrando na sua apresentação os resultados das suas investigações enquanto farmacêutica e dando visibilidade a causa de proteger a riqueza intelectual vigente nos países lusófonos.  

 

 

Maria do Céu Madureira vai assim coordenar uma equipa de investigadores do centro, ligados ao estudo dos microfungos e dos macrofungos e da área dos solos. Vai também recomeçar um projecto antigo, já que em tempos publicação científica norte-americana deu conta que uma das plantas de São Tomé e Príncipe podem revolucionar o tratamento das doenças neuro degenerativas, caso do Alzheimer.

1 Comentário

  1. Miguel
    29 Maio, 2018 às 9:29 — Responder

    Caro Mário Lopes,

    Sou um estudante de Biologia em Aveiro,
    Gostava muito de poder contactar a Drª Maria do Céu, no entanto tem-me sido bastante difícil (impossível) encontrar o seu email.

    Agradecia bastante se me pudesse ajudar a entrar em contacto com a Drª.

    Cumprimentos e Obirgado pelo seu tempo,
    Miguel Silva

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.