AngolaPolítica

João Lourenço não cita Portugal na tomada de posse, mas Marcelo esteve presente, foi à praia e distribuiu selfies e abraços em Luanda

Parece que os angolanos estão rendidos à simpatia e proximidade do presidente da república português. Os tradicionais mergulhos e selfies de Marcelo Rebelo de Sousa, foram exportados de Cascais para a Baía de Luanda, facto que mereceu uma apreciação positiva dos angolanos no Twitter.

 

— Joaquim Faustino (@JoaquimFaustin) 25 de setembro de 2017

 

O presidente português está em Luanda e marcou presença na tomada de posse do novo presidente angolano – João Lourenço.

No evento de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa também foi aplaudido e assobiado quando o protocolo dava a conhecer a lista dos Chefes de Estado presentes na cerimónia. No entanto, no discurso do novo presidente angolano, da extensa de lista de países europeus citados com os quais Angola quer manter relações “importantes”, o nome de Portugal não se ouviu. Será um sinal de arrefecimento das relações de cooperação?

 

Marcelo justificou a presença na cerimónia em Angola argumentando existir “uma relação muito especial no quadro da Comunidade de Países de Língua portuguesa”. Afirmou que a sua presença representa “milhões de portugueses” e também a defesa dos interesses dos mesmos, em resposta à crítica da oposição angolana.

 

Além do simbolismo, a viagem de Marcelo serviu para reforçar o interesse de Portugal em continuar a fomentar investimentos e tranquilizar os rumores sobre o estado deteriorado das relações bilaterais.

 

Augusto Santos Silva, o Ministro dos Negócios Estrangeiros português, também reforçou que as relações políticas entre Lisboa e Luanda estão “normais e bem consolidadas”, acrescentando que o primeiro-ministro de Portugal visitará Angola numa “data conveniente” para ambos os países.

 

 

 

 

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.