PortugalTurismo

Levada das 25 fontes: o imperdível trilho da ilha da Madeira

3 min

Que tal presentear-se com uma caminhada inesquecível pela ilha da Madeira, em Portugal? É verdade que os territórios insulares do país já são associados a uma beleza natural de cortar a respiração, mas nunca é demais conhecer as particularidades destes lugares. A Levada das 25 fontes é um dos locais que vale muito a pena visitar. Trata-se de um percurso pedonal com cerca de cinco quilómetros de extensão e é uma das (muitas!) belezas únicas do arquipélago madeirense. No caso de incluir o regresso, o trajeto será de, aproximadamente, 10 quilómetros.

 

Localizado na ilha homónima do arquipélago, este trilho demora três horas a ser realizado (ida e volta). Claro que essa duração depende sempre do ritmo de caminhada que escolher adotar. De qualquer forma, demorando mais ou menos tempo para ser cumprida, esta tem por hábito deixar os visitantes maravilhados. A altitude do local oscila entre os 900 metros e os quase 1300; mas vale a pena subir tão alto, quando cada passo é dado ao som do correr da água e do chilrear dos pássaros.

levada das 25 fontes
O percurso pedonal tem como objetivo alcançar a famosa Cascata das 25 fontes e a Lagoa homónima (Imagem: Reprodução Wikimedia Commons)

Felizmente, não é apenas a caminhada que oferece a beleza e tranquilidade que só se encontra na natureza. Pode dizer-se que o maior objetivo deste percurso passa por conhecer a Cascata das 25 fontes e a Lagoa que esta forma. Trata-se de uma beleza natural que, embora já receba alguns visitantes e seja bastante acessível, perpetua uma harmonia e um sentido de bem-estar que não tem preço.

 

Outros dos fatores, além da própria maravilha que é a Cascata das 25 fontes, prende-se com o que é possível avistar durante o trajeto. Não são apenas as paisagens verdejantes e o destino aquático que impressionam; as espécies de aves e vegetação também. Durante este passeio, pode ter a sorte de avistar o Pombo Trocaz (columba trocaz), uma espécie de ave exclusiva da Madeira. Da mesma forma, o trilho está repleto de espécies que integram a mancha de floresta Laurissilva da Madeira — classificada, desde 1999, como Património Mundial Natural da UNESCO.

 

Um pouco sobre a história da Levada das 25 fontes

No arquipélago da Madeira, Levadas é a expressão que designa os pequenos aquedutos que integram a rede de irrigação. Estas construções seculares servem para possibilitar a manutenção dos campos de cultivo e foram criadas à custa da força física dos populares. No caso da Levada das 25 fontes, a origem remonta a 1835, ano em que começou a ser construída. Esta, tal como a Levada do Risco, recolhe as águas dos afluentes da Ribeira Grande e alimenta a central hidroelétrica do município da Calheta. Posteriormente, essas águas servem para regar os campos agrícolas.

 

Graças a esta levada, onde a água começou a circular em 1855, o concelho de Calheta mudou. Por força dos seus recursos, muitos dos terrenos que ainda se encontravam por cultivar puderam ser aproveitados. Para saber mais informações sobre o percurso, consulte o site do município madeirense aqui.

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.