CulturaMoçambique

Maputo acolhe 7ª edição do KUGOMA – Fórum de Cinema Moçambique

Leya

 

A capital moçambicana acolhe de 08 a 16 de Setembro corrente a 7ª Edição do Fórum de Cinema Moçambique, uma plataforma de exibição de curtas metragens africanas com enfoque para sessões de intercâmbio,workshops de vídeoarte, oficinas e debates em torno da história e do estágio actual do cinema moçambicano.

 

O evento teve o seu início com a inauguração do projecto Museu do Cinema em Moçambique, que pretende-se que seja uma plataforma online sobre a história do cinema de Moçambique através da produção de materiais lúdico-pedagógicos para vários níveis de ensino.

 

A coordenadora e produtora do Kugoma, Diana Manhiça, afirmou que “para além da programação habitual de exibições de curtas-metragens africanas e de outras origens, esta edição traz um filme de abertura muito especial, uma média metragem realizada em Moçambique em 1964 que é o filme com mais cortes na história do cinema mundial “Catembe” de Manuel G. Faria de Almeida exibido em Portugal muito poucas vezes e em Moçambique será a primeira vez”.

 

Ainda durante a semana do evento será exibido um cine-concerto em homenagem à história do cinema universal com destaque para a cineasta Lois Weber, que foi uma das primeiras mulheres a realizar e a ter o seu próprio estúdio de produção através do filme “Suspense” de 1913, cuja banda sonora vai ser interpretada ao vivo por Matchume Zango de Moçambique e Walter Verdin da Bélgica.

 

Para além destas actividades espera-se também a apresentação de projectos de estudantes e académicos em torno das artes cinematográficas no país.

 

Ivan Zacarias, graduado em História, é um dos jovens que vai realizar uma apresentação sobre “Estado e Cinema em Moçambique: O Papel do instituto Nacional de Cinema na Implementação de Políticas Cinematográficas de 1976-1991”. O jovem considera que “esta é uma iniciativa necessária pois, para o actual contexto nacional, a arte cinematográfica, por diversos factores, não goza da devida atenção pela parte estatal. Zacarias acrescentou ainda que “ao envolver jovens, o KUGOMA abre espaço para reflexão e aprendizagem sobre o cinema moçambicano, seu estágio actual e sua história”.

 

O KUGOMA que conta este ano com a parceria do Festival Ile Courts das Maurícias termina a 16 de Setembro com o lançamento oficial do DVD Moz Curtas com 6 curtas-metragens mocambiçanas, algumas já premiadas.

 

Veja detalhes da programação:

 

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.