BrasilPaísesPolítica

Ministro da Cultura do Brasil critica o Acordo Ortográfico

(Imagem: Reprodução gazetadorossio)

Durante a apresentação do Festival Internacional de Literatura, que decorreu ontem em Lisboa, o Ministro da Cultura, João Luiz Ferreira, declarou “Talvez tenhamos errado no acordo ortográfico (AO) ”.

O Ministro da Cultura reconheceu que o acordo devia ter mais concordância entre as diferenças linguísticas dos vários países em que vai ser aplicado, até porque a língua é falada por milhões de pessoas e desenvolve-se em contextos culturais distintos, mas para isto os criadores devem ser o principal foco, pois estes é que estão na base (na origem) da língua portuguesa.

João Luiz Ferreira considerou o Festival Literário Internacional de Óbidos, que se irá realizar este ano de 15 a 26 de outubro, em Óbidos, como estratégia para o fortalecimento da cooperação na língua e anunciou a intenção de realizar no próximo ano, no Brasil, um “grande encontro sobre a língua portuguesa” onde os protagonistas serão os criadores e não os legisladores.

Segundo o Diário Digital, o governante brasileiro previu que o AO  deverá estar implementado em todos os países de língua portuguesa até o final de 2016 e que possa existir uma revisão do mesmo “substituindo algum aspeto que tenha sido detectado e que foi utilizado de alguma forma inadequada”.

Juca Ferreira tem como ideia para a divulgação de autores brasileiros em Portugal e Portugueses no Brasil a cooperação entre algumas bibliotecas de cada país para que haja literatura portuguesa no brasil e vice-versa.

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.