PortugalSustentabilidade

Mobilidade elétrica poderá deixar de ser apenas um “fenómeno urbano” em Portugal

Leya

 

A mobilidade elétrica poderá deixar de ser apenas um “fenómeno urbano” em Portugal, um desafio que o ministro do ambiente assumiu com o anúncio de 50 postos de carregamento rápido para veículos elétricos.

 

Para as entidades governamentais do ramo, o desenvolvimento desta rede MOBI.E é “fundamental” para Portugal, com “grandes ganhos para o ambiente e para todos nós” sublinhou o João Matos Fernandes que tutela a pasta do ambiente, frisando que a iniciativa vai “permitir a mobilidade elétrica” no país, “particularmente, fora das cidades”.

 

O governante reforçou que é uma grande aposta do seu governo, que pretende maximizar o uso de “veículos elétricos” no país, contribuir de forma decisiva para que exista uma rede pública de carregamento, sendo isso uma das justificações na aposta de infraestruturas que dêem resposta ao uso crescente.

 

Segundo informações avançadas pelo Diario Digital, a conclusão da Rede MOBI.E, já prevista desde 2001, envolve a instalação de um total de 124 pontos de carregamento normal e da atualização tecnológica e instalação de 50 pontos de carregamento rápido.

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.