BrasilMoçambiquePaísesPortugalSociedade

Navio negreiro português do século XVIII é encontrado na África do Sul

(Imagem: Reprodução NewYorkTimes)

 

No século XVIII, um navio “negreiro” (navio para o transporte de escravos) português afundou junto à costa da Cidade do Cabo (África do Sul), com cerca de 500 escravos a bordo. Uma investigação do museu norte-americano Smithsonian e do museu sul-africano Iziko reúne agora os restos encontrados deste navio. Segundo o New York Times, existem várias barras de ferro e pormenores de cobre espalhados pela zona onde ocorreu o naufrágio que levaram a datar a embarcação como pertencente ao final do século XVIII. Desta forma, concluiu-se que possa tratar-se do navio São José Paquete África, que partiu de Moçambique com destino ao Maranhão (Brasil) em dezembro de 1794, acabando por naufragar 24 dias após ter desancorado.

 

Segundo os pesquisadores, embora no naufrágio tenham morrido 212 escravos, grande parte foi salva, junto da tripulação completa, pois os escravos eram considerados uma mercadoria muito valiosa.

 

O resultado desta exploração levou os dois museus a juntarem-se para organizar uma cerimónia fúnebre na Cidade do Cabo para homenagear os escravos que perderam a vida no naufrágio.

Balastros Naufrágio Cidade do Cabp
(Imagem: Reprodução NewYorkTimes)

 


 

ERRAMOS:
1/6/2015, 17h48min – este site informou equivocadamente que a Cidade do Cabo fica em Moçambique. Na verdade, a cidade fica na África do Sul. O texto do artigo foi corrigido.

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.