SociedadeTimor-Leste

O ato eleitoral em Timor-Leste é um “exemplo” para o mundo

Exemplo positivo, segundo a eurodeputada Ana Gomes que liderou a missão do Parlamento Europeu às legislativas que decorreram neste fim de semana. Eleições da qual o partido FRETILIN saiu vencedor por uma margem mínima de mil votos.

 

(Imagem: Reprodução
RFI
)

A eurodeputada elogiou os progressos que foram registados nos últimos dez anos afirmando ser “notáveis”. Confirmou ter sido feita auscultação de líderes partidários e da sociedade civil timorense, o que demonstrou a “importância da existência de efetiva oposição no parlamento nacional”.

 

O ato eleitoral foi considerado pelo relatório dos observadores da União Europeia como sendo transparentes e bem organizado, sem incidentes ou irregularidades graves. Saliente-se que votaram 583.956 eleitores, ou 76,74% de todos os recenseados, com a maior taxa de participação a registar-se em Aileu (85,68%) e a mais baixa na capital (74,64%).

 

(Imagem: Reprodução
Pagina Global
)

Recorde-se que Timor-Leste alcançou a sua independência recentemente, e estas eleições  foram as primeiras eleições legislativas timorenses organizadas exclusivamente pelas autoridades de Timor-Leste.

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.