PortugalSociedade

Por que Portugal não está conseguindo atrair refugiados?

Leya

 

Portugal é um dos países que veem com bons olhos a chegada de refugiados à Europa: imerso numa grave crise imigratória, o país precisa de mão de obra jovem. O problema é que quase ninguém aceita esse convite.

 

Nos últimos meses, foi adotada em Portugal uma série de medidas para ajudar na integração dos requerentes de refúgio que chegarem ao país.

 

Porém, segundo a BBC, como Portugal não tem a projeção internacional das principais potências econômicas europeias, avalia, acaba ignorado pelos migrantes que chegam ao continente. Dos mais de 10 mil refugiados que Portugal se dispôs a receber, só 32 chegaram ao país até agora – outro grupo, com mais 37, é esperado nos próximos dias.

 

– O que acontece é que a maioria desses refugiados não possui quaisquer informações sobre Portugal, então não se sente atraída pelo país. Não somos um país que tenha, por exemplo, a projeção da Alemanha – afirmou o coordenador da Plataforma de Apoio aos Refugiados, Rui Marques, em entrevista à BBC Brasil.

 

Em declarações ao jornal Diário de Notícias, o diretor-adjunto do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, Luís Gouveia, admitiu que um dos principais entraves à chegada de refugiados é a recusa dos próprios de seguir para Portugal.

 

Os migrantes não podem escolher o país em que serão realocados. O que não os tem impedido, porém, de encontrar meios de evitar os lugares em que não querem viver. Em novembro do ano passado, por exemplo, uma família síria de cinco pessoas desistiu na última hora de embarcar num avião para Portugal. Já no início deste ano, a realocação de 10 refugiados que estavam na Grécia foi cancelada porque eles haviam “desaparecido”.

 

– Estamos com tudo preparado desde outubro do ano passado. Já criamos até mesmo os mecanismos para integrá-los ao serviço público de saúde e às escolas, para que possam aprender português. A única coisa que falta agora é a chegada dos refugiados – finaliza Rui Marques.

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.