BrasilPolíticaTimor-Leste

Timor-Leste disponível a prolongar presidência da CPLP se Brasil não marcar cimeira

Leya

 

Em 2015, Michel Temer, quando na altura era vice-presidente do Brasil, visitou a CPLP e anunciou que o país estaria disponível para receber a próxima Cimeira da CPLP em 2016, agendado para Julho, mês em que o país assume a Presidência da CPLP, cargo atualmente ocupado por Timor-Leste.

 

No entanto, o Brasil tem vivido em uma situação de turbulência política e social, tendo o Senado recentemente aprovado a admissibilidade do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff , um processo que vai arrastar-se por algum tempo ainda, o que quiçá poderá dificultar com que o país assuma a Presidência da CPLP.

 

Timor-Leste já se demonstrou disponível para continuar a presidir à CPLP se o Brasil tiver de adiar a Cimeira de chefes de Estado e de Governo prevista para Julho, momento que está agendando a passagem de testemunho de Díli para Brasília.

 

Até o presente momento, a capital timorense não foi alvo de qualquer manifestação do Brasil sobre a realização da cimeira da CPLP, tendo uma fonte confidenciado à Agência Lusa  que “Timor-Leste está disponível para continuar a assumir em pleno a presidência rotativa [da CPLP]”.

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.