BrasilCultura

‘Trinta e Oito e Meio’, um livro de crônicas que reserva reflexos e desabafos

Sucesso no Brasil e lançado em Portugal em 2016, o livro da atriz, escritora e diretora, Maria Ribeiro, – “38 e meio” -, é inteiramente recomendável. Passando pela leveza e drama com a mesma beleza e voz autêntica da autora, as crônicas vão além de um apanhado da vida e experiências de Maria, e funciona como um espelho da sociedade atual.

 

Reunindo crônicas inéditas e já publicadas em jornais e revistas, ”38 e meio” nos leva um passeio pela vida da atriz, documentarista e jornalista Maria Ribeiro. A escrita direta e em primeira pessoa, mostrando sempre a visão da cronista, faz com que tudo seja lido como uma conversa, em que leitor e autora vão se conhecendo, identificando e trocando dicas para lidar com a ansiedade, saudades e consumismo.

 

Maria aborda assuntos pessoais com a mesma leveza com que comenta sua paixão por compras, transformando o leitor em seu amigo e o livro em um espaço para que consigamos nos aproximar dela.

 

A viagem ao universo da Maria diverte, emociona e faz com que a gente passe a ver a vida como uma experiência mais interessante e queira sair escrevendo as nossas com palavras chiques para que fiquem tão charmosas como as das crônicas do livro.

 

As ilustrações de Rita Wainer compõem a essência desse livro delicioso e com tom de chá da tarde entre amigos. Por possuir um formato pequeno, é fácil de se guardar e carregar quando for necessária uma distração ou a lembrança de que você não é o único extremamente ansioso com tantas coisas acontecendo ao mesmo tempo.

 

Afinal, não há nada de errado em limitar seus ‘’filmes cult’’ aos do Woody Allen, ou preferir voltar a Paris e New York ao invés dos destinos exóticos que sempre sonhamos em ir e vamos deixando de lado.

 

O fim do livro deixa uma sensação de quero mais, uma vontade de se encontrar com a autora na rua, perguntar se tem novidades, como estão as coisas…e de carregar esse livro encantador na bolsa, junto de uma barra de chocolate e um tarja preta. No meio do caos da rotina, nada como saber que não estamos sozinhos e que existem pessoas tão legais como Maria Ribeiro.

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.