BrasilPolíticaSociedade

Wagner Moura é agora embaixador da ONU contra a escravidão moderna

(Imagem: Reprodução Brasilpost )

O astro brasileiro de Tropa de elite, Wagner Moura, foi nomeado na última quarta-feira, embaixador da Organização Internacional do Trabalho, OIT, contra o trabalho escravo.

O ator que é conhecido pelo seu engajamento em causas relacionadas ao direitos humanos, como o trabalho infantil por exemplo, estrelará a “50 for Freedom”. A campanha tem como objetivo aumentar a conscientização sobre o trabalho forçado e mobilizar o apoio do público para conseguir com que pelo menos 50 países ratifiquem o Protocolo até 2018.

– Eu me sinto muito feliz, muito comprometido com isso. Esse é um assunto que, para mim, sempre foi muito importante. Eu venho de uma zona, minha família toda vem de uma zona rural do sertão da Bahia, onde a regulamentação do trabalho é sempre feita de uma forma canhestra. Claro que houve, sempre há, muitos avanços, mas crianças trabalham para ajudar suas famílias, em alguns lugares o trabalho escravo é uma realidade. O Brasil é um país cheio de latifúndios em que a zona rural é sempre um foco potencial do uso de trabalho escravo – declarou o ator à Radio ONU.

Estima-se que atualmente existem cerca de 21 milhões de mulheres, crianças e homens em todo o mundo que são vítimas da escravidão moderna.

A campanha foi lançada pelo Prêmio Nobel da Paz de 2014, Kailash Satyarthi, e pelo Diretor-Geral da OIT, Guy Ryder, durante um evento no Conselho de Direitos Humanos, na sede da ONU, em Genebra, na Suíça.

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.