AngolaBrasilCabo VerdeCulturaGuiné-BissauMoçambiquePortugalSão Tomé e PríncipeTimor-Leste

Às portas da 7ª edição, FESTin comemora crescimento em mais de 25% nas inscrições

Criado em 2010, o FESTin – Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa se consolidou como espaço dedicado ao fomento e à difusão da cinematografia lusófona na Europa.

 

Para a 7ª edição do evento, em 2016, a organização recebeu a inscrição de 543 obras cinematográficas produzidas em países da Comunidade de Países de Língua Portuguesa – CPLP. Este número representa um aumento de quase 25% em relação à competição do ano passado, com 440 adesões.

 

– A cada ano, o evento se torna mais conhecido, atraindo o interesse das produções em participar da mostra. Isso é muito gratificante – declarou ao Diário Digital a fundadora e responsável pela promoção do FESTin Lea Teixeira.
Dentre as mais de 500 obras inscritas, uma comissão julgadora formada por representantes de cada um dos países participantes, irá selecionar cerca de 90 películas. As obras selecionadas serão exibidas durante o festival, que será realizado de 7 a 11 de maio, no Cinema São Jorge, em Lisboa.

 

Mas o Festin não se resume aos dias de exibições em Lisboa, e cumpre ainda uma agenda anual de itinerância. No Carnaval, por exemplo, o festival volta ao território guineense, onde esteve em dezembro de 2015. Desta vez, para colaborar com a produção de um documentário de resgate à cultura local por meio da música. Em outubro, a itinerância leva seções para Timor-Leste. Depois, segue para Óbidos, pequena cidade do litoral da região oeste de Portugal classificada pela Unesco como patrimônio mundial.

 

Leya

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.