Turismo

Cinco lugares perfeitos para se isolar do mundo

2 min

Para se isolar do mundo — em momentos nos quais está em processo de autoconhecimento, em recuperação emocional ou simplesmente cansado das pessoas — não é preciso muito. Basta um destino um tanto quanto inabitado e fora das rotas convencionais do turismo. Poucos chegam ali, mas a natureza faz companhia e auxilia na sua regeneração interna.

 

É verdade que algumas vezes é preciso algum dinheiro para se isolar do mundo. Mas cabe a você saber se vale ou não a pena o investimento.

 

Antártida

No continente mais frio e mais afastado do planeta, se isolar do mundo não é uma dificuldade. Poucos se arriscam a ir para um lugar ventoso (já foram registradas rajadas de 300 km/h!), congelante (cerca de -10.º no verão) e extremamente calmo — que te faz entrar em contato com o seu eu interior, queira você ou não.


E ainda é preciso algum dinheiro. Não é barato navegar pelos canais quase congelados, cheios de icebergs, fazer trekking ou andar de caiaque. Mas é possível.

 

Ittoqqortoormiit

Nunca ouviu falar e não sabe nem pronunciar? Pois a cidade fica na Gronelândia, pertencente à Dinamarca, do lado oposto à Antártida, no Ártico. Com suas casinhas coloridas e seus 500 habitantes, a cidade é a mais isolada da região e é um refúgio para a mente. Se quer ficar mesmo distante, considere.

 

Tasmânia

Isolada ao sul da Austrália, a Tasmânia é um destino certamente mais aquecido que os anteriores. Com uma fauna gigantesca e a apenas duas horas de Sydney, capital do país, o destino é sem dúvida mais acessível também.

 

Entre os animais, encontra-se o Diabo da Tasmânia, uma espécie agressiva de marsupial que ficou famosa nos desenhos animados pelo personagem Taz, dos Looney Tunes, produzidos pela Warner Bros. Mas, além dos animais, há ainda a possibilidade de fazer trilhas, ver cachoeiras e matas fechadas. Contato com a natureza pura.

Abrolhos

Na Bahia, Brasil, encontra-se Abrolhos, uma área preservada de 91 mil hectares onde são encontradas raras espécies animais. Ali no arquipélago não é possível passar muito tempo e a visita é sempre acompanhada. A paisagem deslumbrante pode ser enriquecida com baleias-jubarte que migram da Antártida em busca de águas mais quentes para se reproduzir. Isso acontece no período de primavera do hemisfério sul.

Atol das Rocas

Patrimônio Natural da Humanidade pela UNESCO, o atol das Rocas pertence ao Rio Grande do Norte, no Brasil, a 267 km de Natal. As imagens incríveis dos seus recifes e a variedade de sua fauna fazem pensar na verdadeira paz interior. Se está cansado de ver pessoas, ver a beleza da natureza em um país tropical como o Brasil sem dúvidas vai regenerar a sua felicidade. Destaque para as tartarugas-verdes e as piscinas naturais de águas cristalinas.

Confira formas de viajar aqui.

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.