Sustentabilidade

Já pode fazer download gratuito de um manual sobre hortas urbanas

O manual Hortas Urbanas é ideal para todas as pessoas que querem ter uma horta na cidade. Lançado pelo Instituto Pólis, em parceria com a Fundação Banco do Brasil, este guia promete ser uma grande ajuda. Cultivar uma horta pode parecer uma tarefa fácil para quem já entende do assunto, mas também pode tornar-se um grande desafio para os leigos. Morando na cidade, as dificuldades parecerem maiores, mas isso agora já não serve de desculpa para desistir do cultivo caseiro.

 

O Hortas Urbanas nasceu através do projeto Moradia Urbana com Tecnologia SocialO objetivo não é apenas ajudar quem quer cultivar, visto que há uma missão social por detrás. Promover uma melhor alimentação, o cultivo ecológico e um maior equilíbrio na vida das pessoas são três dos pilares que sustentam esta iniciativa. Quanto às dicas que se encontram no guia, estas são acessíveis para qualquer pessoa, uma vez que o download é gratuito e está à distância de um clique.

 

hortas urbanas
(Imagem: Reprodução Hortas Urbanas)

Existem três partes distintas dentro do manual: a de planeamento da horta, a de cultivo e a de cozinha saudável, respetivamente. Isso significa que as dicas se estendem para várias áreas de atuação, sendo estas cruciais para manter e saber tirar proveito de uma horta. Além disso, há processos que são descritos passo a passo, sendo que a margem para cometer erros se torna cada vez mais pequena. Boa notícia, não é?

 

Se já fez o seu download, basta aproveitar. Não faltarão sugestões, fotos ilustrativas, explicações e conhecimento. Leia, troque ideias com as pessoas da sua vida que também querem mudar os seus hábitos, ou simplesmente aprender mais sobre o cultivo, e desfrute dos resultados. Maximize o papel da agricultura ecológica e saiba o que fazer com ela.

 

Porque é que vale a pena ter uma horta (na cidade e não só)?

 

Há muitos benefícios associados ao cultivo da nossa própria comida. Se está a ter algumas dúvidas antes de se arriscar no processo, talvez este artigo possa ajudar. Já deixamos claro que morar na cidade não serve mais de desculpa. Além disso, todas as vantagens de cultivar uma horta estão desligados do fator geográfico e afetam as pessoas de igual forma, quer no meio urbano, quer no rural. Conheça algumas das principais:

 

— Alimentação saudável: não é propriamente segredo que o que cresce da terra é, por norma, mais saudável. Por isso, se tiver uma horta, muito do que de lá vai retirar serão alimentos de grande valor nutricional. Certamente que, com eles, irá desligar-se de outras alternativas menos simpáticas para a sua saúde.

 

— Poupança: quem não gosta de comer de graça? Bem, uma horta, mesmo que urbana, representa sempre alguns custos. No entanto, tudo aquilo que cultivar sairá muito mais barato do que comprar num supermercado. Lembre-se que os produtos biológicos, quando comprados, não são propriamente discretos para a carteira. Imagine o que é poder deixar de comprar batatas, cebolas, tomates, pepinos, alface, morangos e tudo aquilo que decidir cultivar.

 

hortas urbanas
No manual de Hortas Urbanas também há dicas sobre como fazer a nossa reciclagem, bem como sugestões de biofertilizantes, caldas e métodos de compostagem (Imagem: Reprodução Hortas Urbanas)

— Controlo alimentar: o que colocar no seu estômago e vier da sua horta será totalmente controlado por si. Quer melhor? Não são utilizados quaisquer produtos que não tenham passado pela sua aprovação, nem agentes desconhecidos que alteram os alimentos. Terá, assim, acesso a uma alimentação mais saudável e a toda a informação necessária para fazer escolhas conscientes.

 

— Sustentabilidade: a saúde do planeta importa ainda mais do que a individual. Como vivemos num mundo em que os problemas ambientais são realmente aflitivos, há que marcar a diferença pela positiva. O exercício de ter e manter uma horta é precisamente isso. Desta forma, além da poupança em plásticos (das embalagens) e em combustível (das idas ao supermercado), também verá a sua pegada ambiental diminuir no que toca ao uso de produtos tóxicos. Pesticidas e fertilizantes químicos são apenas dois exemplos.

 

— Contacto com a natureza: tratar de uma horta, na cidade ou no campo, é sempre uma tarefa especial. Se tem dúvidas, fale com quem já tem uma há algum tempo. O contacto com os alimentos, a necessidade de cuidar deles e de querer comer o que dali surge faz com que as pessoas se tornem muito mais atentas ao meio ambiente e à natureza.

 

— Sabor: é quase inquestionável que o que é biológico e/ou caseiro sabe melhor do que as alternativas. Além de frutas e legumes de cores vibrantes, terá acesso a outro nível de gostos e cheiros. Estes serão mais naturais, mais ricos nutricionalmente e muito mais intensos. Ervas aromáticas mais picantes, morangos mais doces e alface mais crocante são apenas três das promessas que quase toda a horta caseira consegue cumprir.

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.