BrasilCulturaEconomia

Empreendedores brasileiros criam o “Netflix” dos quadrinhos (banda desenhada)

Dois amigos brasileiros do Ceará, Ramon Cavalcante e George Pedrosa, tiveram um ideia e tanto. Criaram uma startup que mistura o modelo de negócio do Netflix e do Spotify, só que para quadrinhos (banda desenhada).  A Cosmic tem previsão de lançamento já em Novembro, e tem dado o que falar.

Em entrevista ao Jornal O Globo, Ramon explica:

– O mercado impresso de quadrinhos no Brasil não dá conta do volume de público, que quer consumir uma grande quantidade de obras sem pagar um valor absurdo. É uma leitura rápida, por isso é difícil cobrar caro e aí está o problema, já que os custos de publicação são altos. A distribuição pode representar 30% do valor da revista, o mesmo com postos de venda e ainda tem a impressão, que vai de 12 a 20% do preço.

Os empreendedores pretendem cobrar um valor fixo de R$15,90 (aproximadamente €3,5), e assim dar acesso ilimitado à banca virtual de quadrinhos (banda desenhada). Deste valor, 30% serão destinados à manutenção do serviço. Os restantes 70% irão para os autores.

O projeto já conta com a adesão de autores consagrados como Mario Cau, Sirlanney Freire, Pablo Casado e Talles Rodrigues.

Agora é esperar o lançamento e se debruçar na leitura.

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.