EconomiaMoçambiquePaíses

Governo moçambicano prorroga prazo de concurso petrolífero

(Imagem: Reprodução Rural Centro)

 

O Governo moçambicano atendeu aos pedidos das várias empresas que demonstraram interesse em participar, e protestaram por não ter o tempo necessário para preparar uma boa candidatura, e prorrogou, até dia 30 de Abril, o prazo para concorrer ao quinto concurso para concessão de áreas para pesquisa e produção de petróleo, na parte marítima da Bacia de Rovuma (Este do Rovuma), Angoche, Delta do Zambeze, ao redor da concessão de Pande-Temane e Palmeira e na Bacia de Moçambique.

O concurso foi anunciado no passado dia 23 de outubro, em Maputo e em Londres, e teve uma afluência considerada inesperada, com empresas de mais de 30 países a manifestarem interesse na participação, entre elas a portuguesa Galp, que tem atividades comerciais no país desde 1957, bem como várias participações em outras explorações.

O vencedor do concurso ganhará a concessão de licenças para a prospeção e produção de gás natural e petróleo em 15 áreas, sendo 12 delas offshore e três onshore.

Moçambique tem duas áreas de concessão para a exploração de gás natural, estimadas em 200 milhões de pés cúbicos, consideradas como das mais promissoras do mundo

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.