BrasilCultura

Qual a diferença entre Hungu e Berimbau?

O nome Hungu pode soar familiar a alguns pela animação de mesmo nome, que completou 10 anos em 2018. O curta conta a história de uma lenda africana muito conhecida, na qual a alma de uma mulher vira música. Mas muitos talvez não saibam do que se trata esse belo instrumento musical.  O nome Hungu é angolano. Em Angola também usa-se o nome Mbulumbumba. Se falarmos Xitende, os moçambicanos certamente entenderiam melhor. Mas e os brasileiros? Bem, uma outra alternativa de nome ao Hungu é, com certeza, muito conhecida no Brasil – berimbau. Mas, então, qual a diferença entre Hungu e Berimbau? E Xitende?

 

Na prática, nenhuma, além do nome. Os três referem-se ao mesmo instrumento de cordas obtido pela junção entre uma cabaça, um arco, cordas e tocado com dobrão e baqueta.  O instrumento sempre foi comum ao povo Banto – situados principalmente em Angola e Moçambique. Tradicional acompanhante da capoeira, a arte-marcial afro-brasileira, o Hungu foi ao Brasil pelas mãos dos escravos durante o século XVI, mas especula-se que tenha origens que remontam à antiguidade. Inclusive, teria sido influência e inspiração para a criação da cítara e da harpa.

 

A lenda contada na animação citada é justamente a do surgimento do Hungu ou Berimbau. Segundo a lenda, uma mulher tomava água em um córrego quando foi atacada por um homem. Ao morrer, seu corpo tornou-se as partes que compõe o Hungu e sua alma o som melodioso que emana do instrumento.

 

O que compõe um Hungu?

Hungu e berimbau são sinônimos
Disposição das partes de um hungu ou berimbau (Imagem: Reprodução Wikimedia)

O Hungu é composto de cinco partes:

Arco

O arco, chamado verga, é feito com madeira flexível. No Brasil é mais comum a utilização da Biriba (Eschweilera Ovata). Na Europa pode ser com Freixo (Fraxinus Angustifolia) e, na África, podem ser usados alguns tipos de Acácia. A madeira tem que ser de árvore viva que seque naturalmente.

Cabaça

A Cabaça – ou cuia – é um fruto seco e arredondado que, colocado ao pé do arco, reproduz o som que vem das cordas.

Cordas

Chama-se corda, mas é frequentemente feito com arame para garantir a resistência durante o toque. Há duas: uma que, esticada, emite o som que sai pela cabaça e outra que prende a cabaça ao arco.

Dobrão

Uma pedra usada para marcar ritmo e variar as notas.

Baqueta

Um pedaço de madeira curto com o qual se bate na corda para reproduzir o som que sai pela cabaça.

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.