EconomiaTimor-Leste

Timor-Leste tem 5,1 triliões de pés cúbicos de gás por explorar

Apesar de não ter ainda qualquer exploração prevista, estima-se que o campo Greater Sunrise, ao largo de Timor-Leste, tenha 5,1 triliões de pés cúbicos de reservas de gás natural.

 

Apesar de ser um dos maiores campos energéticos da região, o Greater Sunrise tem visto a sua exploração posta em causa devido às disputas territoriais marítimas entre Timor-Leste a Austrália.

Timor_Gap_map

Outro impasse que tem atrasado o desenvolvimento do campo, refere-se ao desacordo quando ao tipo de exploração mais rentável num campo desta natureza, havendo os que preferem a refinação no mar (offshore) e os que defendem que deve ser feita em terra (onshore).

 

“Há petróleo a ser produzido em muitos países em zonas disputadas, onshore e offshore. A maioria dos países conseguiram resolver disputas e produzir petróleo e gás. Grande parte da produção vem hoje de zonas offshore onde as fronteiras não estão claramente definidas” diz Rui Amendoeira, advogado português, sócio da área de Petróleo e Gás da sociedade de advogados Vieira de Almeida e Associados. Com a sua larga experiência em matéria de exploração de gás e petróleo, é um dos que acredita que mais tarde ou mais cedo, o investimento no Greater Sunrise começará a dar frutos.

 

“Apesar de todas as questões em torno da área conjunta de exploração e da fronteira marítima, se desenvolver esses campos for economicamente benéfico e lucrativo, o campo será desenvolvido, apesar das incertezas” remata.

 

Os Greater Sunrise é um dos maiores campos do mundo, e seguramente, o único dos campos desta dimensão ainda por explorar.

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.