BrasilPaísesPortugalSociedade

Uruguaios propõem “Portunhol” para património da UNESCO

(Imagem: Reprodução The Keep Calm-O-Matic)

A mistura do português com o espanhol do dia a dia das zonas fronteiriças dos países que falam estas línguas resultou no chamado Portunhol (Portuñol), que poderá agora vir a tornar-se Património Cultural Imaterial da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO).

A informação foi dada por Julio Piastre, um dos impulsionadores desta iniciativa, à agência de notícias espanhola EFE. Para tal objetivo ser concretizado, irá iniciar-se na próxima sexta-feira, um ciclo de conferências no Uruguai para preparar a apresentação da proposta, explicou Piastre.

– Primeiro, deve existir um debate a nível universitário sobre o Portunhol. A história do Portunhol na fronteira, na formação da fronteira, na economia e na formação da identidade fronteiriça – assegurou o promotor do projeto, que é um dos coordenadores dos centros do Ministério da Educação e Ciência (MEC) do Uruguai, no departamento de Rivera (norte), que faz fronteira com o Brasil.

Os debates durarão até o dia 14 de novembro e serão gravados e divulgados na Internet com o objetivo de construir uma bibliografia de discussão da iniciativa, um requisito necessário à apresentação da proposta perante a Comissão Nacional do Património do Uruguai.

Caso seja aprovada pela Comissão Nacional do Património do Uruguai, o Portunhol será declarado como património cultural por parte do Estado uruguaio, que será o responsável pela apresentação da candidatura à UNESCO.

Este ciclo de conferências tem o nome de “Jodido bushinshe (‘terrível ruído’ em Portunhol): Del hablar al ser” e pretende gerar uma massa crítica coletiva sobre a cultura de fronteiras e o Portunhol como património imaterial.

Piastre sustentou ainda que pretende mostrar “até que ponto o Portunhol influencia a forma de viver ou de fazer comércio” na fronteira entre o Uruguai e o Brasil. Nesta zona, segundo dados do MEC, estima-se que cerca de 450 mil uruguaios usem o dialeto fora do ambiente académico, onde é dada preferência ao uso do espanhol.

(Imagem: Reprodução Plateia Online)
(Imagem: Reprodução Plateia Online)

O Portunhol é o resultado de expressões próprias do português do sul do Brasil com expressões típicas do norte do Uruguai e, na opinião dos que participarão nos debates, é um dialeto “um pouco caseiro”, distinto tanto do português como do espanhol.

O Brasil faz fronteira com sete países em que a língua oficial é o espanhol – Uruguai, Argentina, Paraguai, Bolívia, Peru, Colômbia e Venezuela -, e nas suas zonas fronteiriças poderão existir diversas variedades de Portunhol.

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.