Cultura

O Reino das Casuarinas tem lançamento em Lisboa

O romance O Reino das Casuarinas, da autoria de José Luís Mendonça, vai ser lançado no dia 22 de Julho, às 18h30, na livraria Leya na Buchholz, (Rua Duque de Palmela, 4), em Lisboa.

No livro são abordados episódios que marcaram a história recente de Angola: da guerra colonial à independência, passando pelo conflito interno que perdurou durante largos anos depois da independência, até às dissidências internas político-religiosas. A apresentação estará a cargo do Dr. José Carlos Venâncio.

Em O Reino das Casuarinas José Luís Mendonça relata a história de sete angolanos vítimas da síndroma da amnésia auto adquirida, provocada por traumas devido à sua experiência de guerra, no período compreendido entre 1961 e 1987. Durante o internamento no Hospital Psiquiátrico de Luanda, o grupo decide evadir-se para fundar um Estado na Floresta da Ilha de Luanda, denominado “Reino das Casuarinas”.

O narrador chamado “Nkuko”, mutilado de guerra e impotente devido a uma agressão que sofreu na infância, vai desfiando a história de cada um dos personagens, procurando identificar as causas do estado de perturbação de cada um deles. Conta para tal com a ajuda de um gato chamado “Stravinski”, com particulares dotes musicais, que ele trouxe da ex-Alemanha Democrática, quando terminou os estudos como bolseiro.

Como personagem central, destaca-se o “Primitivo”, presente ao longo de toda a narrativa, que tenta, em vão, resgatar valores e verdades ideológicas. Os outros seis personagens (a rainha “Eutanásia”, o “Povo do Polvo”, o “PAM”, o “Profeta”, o “Katchimbamba”, e o “Cruz Vermelha”) foram vítimas de agressões pessoais, religiosas e políticas.

O objetivo idealista do grupo dos sete “alienados” de transcender a realidade insatisfatória com a criação de um Estado democrático acaba também por ser defraudado devido à ambição de poder de um deles, que decide pôr termo à vida de todos, quando se preparavam as primeiras eleições livres naquele projeto de país utópico.

O-REINO-DAS-CASUARINAS_624interna

Sobre o autor
José Luís Mendonça, nascido em 1955 no Golungo Alto, licenciado em Direito, é jornalista, escritor e poeta. Foi no Musseque do Cazenga, onde viveu a infância e a juventude, que se inspirou para fazer os seus primeiros poemas. Atualmente, dirige e edita o quinzenário “Cultura – Jornal Angolano de Artes e Letras”. Entre as obras de poesia publicadas citam-se: “A Chuva Novembrina” (Prémio Sagrada Esperança em 1981), “Gíria de Cacimbo” (1987) e “Respirar as Mãos na Pedra” (Prémio Sonangol 1988). Foi vencedor do Prémio Sagrada Esperança 1981 com a sua obra de poesia “Chuva Novembrina”.

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.