CulturaUncategorized

O Som da Conexão, VOL. 1

Somos povos diversos. Temos costumes diferentes e realidades distintas. Mas na minha opinião, o elo que verdadeiramente nos une, que faz com que seja possível criarmos uma identidade conjunta, é a nossa música – a música lusófona.

Música lusófona é muito mais do que ouvir…É a beleza de ver um brasileiro vibrar ao som de um semba* do Paulo Flores, reconhecendo nele algo de familiar… É ver um guineense a apreciar um cante alentejano* de António Zambujo sentindo uma “coisa de irmão” numa música supostamente estrangeira. É apreciar um angolano a tocar um samba*, um português a cantar uma morna*, uma moçambicana a deliciar-se enquanto entoa um fado*.

“O Som da Conexão, VOL. 1” pretende espelhar exactamente isto.

Uma colecção de 20 das mais variadas músicas do universo lusófono, de ritmos e géneros diferentes, que fluem umas nas outras como se de um todo coerente se tratasse.

Foi concebido usando o vasto repertório de músicas já antes ouvidas no blogue Caipirinha Lounge e não só.

“O Som da Conexão, VOLl. 1”, assinala o começo de uma parceria que promete bastante entre o Lounge e a Conexão Lusófona.

Para além das vozes dos artistas escolhidos, que fazem da conexão entre os povos lusófonos uma realidade, este projecto contou também com a participação de duas ilustres mentes criativas do mundo lusófono: a desenhadora gráfica e ilustradora angolana Joana Taya, que nos presenteou com o desenvolvimento do design colorido da capa desta mixtape, e o fotografo angolano Massalo Araújo, talvez já conhecido pelos amantes da fotografia angolana e pelos leitores do Lounge, devido à quantidade de imagens suas que populam as páginas virtuais daquele blogue.

Mas chega de conversa…! Põe a mixtape a tocar e perde-te entre as mais singulares músicas do universo lusófono da actualidade, incluindo temas de Mayra Andrade, fados suaves do grupo Madredeus, uma kizomba* ofegante da Yola Semedo, hip-hop* interventivo do Azagaia, MPB da Vanessa da Mata, um gumbe* do Bidinte e muito, mas muito mais.

A mixtape começa calma mas vai ficando cada vez mais ritmada, terminando no mesmo compasso em que começou.

A Conexão Lusófona e o Caipirinha Lounge esperam que gostes das músicas, tanto quanto nós, e que esta playlist te ajude a ver que as Conexões existem: basta fazer parte delas!

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.