AngolaEconomiaPaíses

Jovem angolano cria aplicativo para ajudar o governo sul-africano a combater a xenofobia

(Imagem: Reprodução Bom Dia Angola)

 

Denomina-se weareafrica, foi apresentado esta semana pela Ministra da Ciência e Tecnologia da África do Sul, Naledi Pandor, e é um aplicativo móvel que ajudará o governo sul-africano a monitorizar e combater os ataques xenófobos e foi desenvolvido por quatro jovens, entre eles o angolano Tchisseke Vicente.

ministra

(Imagem: Reprodução Bom Dia Angola)

 

Tchisseke tem 22 anos, vive em Pretória, na África do Sul, há seis e é estudante do segundo ano da Faculdade de Informação e Tecnologia do Varsity College.

Enquanto estrangeiro, já sentiu de pele a problemática da xenofobia na sociedade sul-africana, pelo que a ideia de criar algo que ajudasse a combater o problema lhe chegou naturalmente.

O projeto foi desenvolvido em parceria com o Departamento de Ciências e Tecnologia do Governo sul-africano e para estar pronto a tempo, obrigou todos os que nele estavam envolvidos a passar dois dias e duas noites sem dormir.

Mas de que forma pode uma app virtual combater a xenofobia e a violência nas ruas? “O aplicativo tem um espaço que permite as pessoas deixarem os seus comentários, manifestando – se contra a xenofobia. Tem também um outro espaço onde todos podem reportar ataques de xenofobia. Por exemplo, se alguém ver uma actividade suspeita de xenofobia, a pessoa pode denunciar no aplicativo. Ela pode postar fotos ou fazer uma descrição do que viu, e de seguida nós pegamos nesta informação e partilhamos com a polícia e o governo sul africano. O aplicativo tem ainda uma transmissão directa, onde todos podem notar que o governo sul africano começou com o hashtag #weareafrica. As publicações do Twitter (quer as do governo ou da população) estarão em directo no aplicativo e as pessoas vão vendo tudo o que está acontecendo a volta deste assunto, e as informações são actualizadas automaticamente. Estes são apenas alguns exemplos, mas o aplicativo tem muito mais funções” respondeu o jovem em entrevista ao Jovens da Banda.

A aplicação será suportada pelos sistemas Android, iPhone e Blackberry, mas por agora só está disponível na versão para browser de computador.

 

Leia Mais:

>>> Conheça o discurso do Rei dos Zulus que deu início à onda de violência na Àfrica do Sul

>>> Mia Couto escreve ao Presidente da África do Sul em defesa dos moçambicanos

>>> Presidente sul africano responde à carta de Mia Couto

>>> Em Moçambique realizou-se uma marcha contra a violência na África do Sul

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.