BrasilCabo VerdePaísesPortugalSão Tomé e Príncipe

Uma só língua, um só jogo (tantos resultados diferentes…)

(Imagem: Reprodução Agência Brasil)

 

Várias seleções de futebol entraram em campo este fim-de-semana mas houve quatro jogos de equipas lusófonas que se destacaram e que recuperamos aqui, dois deles entre países da Comunidade de Países de Língua Portuguesa. Cabo Verde e São Tomé e Príncipe encontraram-se na luta pelo acesso a um lugar na próxima edição da Taça Africana das Nações, e a seleção sub20 do Brasil e de Portugal disputaram uma vaga de acesso à meia final do Mundial da categoria, mas já lá vamos. Comecemos pelo destaque mais óbvio a vitória da Seleção sénior do Brasil no seu jogo inaugural da Copa América.

 

Como bons lusófonos foi mesmo em cima da hora… (Brasil 2 – Peru 1)

Como não podia deixar de ser Neymar Jr. foi a grande figura de destaque da seleção canarinha ao apontar um golo e fazer a assistência para o segundo, já em cima do apito final num lance absolutamente brilhante em que surpreendeu pela sua magnifica capacidade de ler o jogo. O Brasil até entrou pior no jogo e sofreu um bolo madrugador de marcado por Cueva, mas os verdes e amarelos rapidamente empataram o jogo. Já se previa o empate no Chile quando Neymar, sem nada o fazer prever, tirou um lance mágico da cartola que permitiu a Douglas Costa resolver o encontro. Quarta-feira a seleção brasileira entra de novo em campo para defrontar a Colômbia que surpreendeu ao perdeu o jogo inaugural com a Venezuela.

 

Os ‘guris’ esperaram pelos penalties para dar o grito do Ipiranga (Portugal 0 – Brasil 0; 1-3 nos penalties)

Horas antes da vitória dos mais velhos, os mais novos (sub20) já tinham dado o exemplo ao baterem a sua congénere portuguesa por 3-1 nos penalties, tendo-se apurado para as meias-finais do Mundial que decorre na Nova Zelândia. O jogo não teve grandes oportunidades de golo, nem para um, nem para o outro lado, sendo que as pouca que houve pertenceram até à equipa portuguesa que mostrou uma ineficácia muito para lá do normal. Coerentes à imagem que deixaram no tempo regulamentar e no prolongamento, também nos penalties mostraram uma falta de eficácia notável, ao só conseguirem converter um pontapé da marca dos 11 metros. Na meia final da prova o Brasil vai medir forças com o Senegal, a única seleção que se apurou para as meias finais da prova em 90 minutos, após ter vencido o Uzebequistão por 1-0.

 

Diz-se Portugal ou Ronogoal? (Arménia 2 – Portugal 3)

Por estas alturas tanto faz como se diz, certo é que mais uma vez Portugal conseguiu uma vitória suada às custas do seu capitão. A Seleção venceu pela primeira vez na sua história um jogo na Arménia. Numa partida que valeu mais pelos três pontos que pela exibição, Portugal não mostrou bom futebol mas conseguiu ainda assim vencer por 3-2, com 3 golos de Cristiano Ronaldo, tendo acabado a sofrer a pressão da equipa arménia, sobretudo, depois da expulsão de Tiago. Portugal lidera e está lançado para conseguir a qualificação direta para o Euro 2016 em França. O capitão português já se encontra de férias e não jogará amanhã no jogo que vai no jogo que vai opôr a seleção portuguesa à italiana.

 

Falcões e Papagaios foram isco para tubarão. Amigos, amigos, goleadas à parte (Cabo Verde 7 – São Tomé e Príncipe 1)

Um atropelamento! Um massacre! Enfim, todos os adjetivos e mais alguns não descrevem como os tubarões azuis (seleção de Cabo Verde) mastigaram os falcões e papagaios (seleção de São Tomé e Príncipe). Sete a um já não é um resultado destes dias, é do futebol de outras eras. Ainda para mais, aplicado por uma equipa que, apesar de ser consideravelmente melhor, saiu da última Taça Africana das Nações com uma imagem de equipa perdulária. Cabo Verde continua assim a sua caminhada rumo à Taça Africana das nações do próximo ano. São Tomé e Príncipe não tem qualquer hipótese de se qualificar.

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.